Dinho Ouro Preto revela que teve edema nas cordas vocais após covid-19

16 de junho de 2020

Cantor falou sobre o processo de recuperação e os efeitos da doença causada pelo novo coronavírus durante uma transmissão ao vivo.

O cantor Dinho Ouro Preto, vocalista da banda Capital Inicial, contraiu Covid-19 no final de março, e revelou em uma live na sexta-feira, 12, que teve um edema em suas cordas vocais devido à doença. A condição, um tipo de inchaço, acabou afetando a voz do cantor.

“Eu estou fazendo fonoaudiologia. Estou um pouco rouco, estou assim desde a covid-19. Fiquei com um edema nas minhas cordas vocais e estou fazendo exercícios diários. Foi dito para eu falar menos e cantar mais, o que é difícil para mim porque eu falo pra caraca”, comentou o cantor em uma entrevista enquanto participava da live, junto com a cantora Zélia Duncan.

Dinho destacou que teve várias doenças ao longo da vida, como dengue, gripe suína e uma infecção hospitalar, mas a doença causada pelo novo coronavírus foi a mais forte que ele já pegou. “Não é uma brincadeira, é sério. Foi horrível”, alertou o cantor.

O cantor teve febre, dores no corpo e calafrio durante duas semanas, mas não precisou ser hospitalizado. Ele também comentou que após se curar tentou voltar a correr, mas sua resistência física ainda está muito baixa.

Ainda em sua fala, Dinho aproveitou para destacar a necessidade de ajudar as pessoas mais necessitadas nesse momento, já que são as mais afetadas pela pandemia. “Eu acredito que uma coisa positiva que pode sair dessa pandemia é justamente ver as pessoas estendendo solidariedade e exercitando sua empatia”, disse o cantor.

Fonte: Estadão

 

Inscreva-se

hash track

Peça seu som e ouça no Hashtrack!

Exemplo:
Artista: Neil Young
Música: Rockin' In The Free World
#Esse som é muito marcante pra mim porque foi o primeiro que rolou na minha programação.

Aplicativo

Você pode ouvir a rádio Mundo Livre direto no seu smartphone.

Disponível no Google Play Disponível na App Store

2020 © Mundo Livre FM. Todos os direitos reservados